Gramado e Canela – As queridinhas da Serra Gaúcha

30 de outubro de 2017   |   Brasil, Canela, Gramado, Rio Grande do Sul, Uncategorized

Um dos principais cartões postais de Gramado – a Igreja Matriz São Pedro

Quando resolvi ir para Gramado em Outubro do ano passado, buscava o que todos desejam ao procurar cidades serranas aqui no Brasil: fugir do nosso lugar-comum, que é o tropicalismo, e apreciar paisagens bucólicas, temperaturas baixas, e um clima propício à contemplação, ao namoro, a uma boa refeição que aquece o corpo e a alma.

Não me decepcionei. Pelo contrário, consegui tudo isso mesmo tendo ido em uma época do ano em que as temperaturas já começam a subir em todo o Brasil. Mas não lá, não na cidade da Serra Gaúcha que mais parece um pedaço desgarrado da Europa. Não na cidade que me fez usar cachecóis, casacos, toucas e até luvas em plena Primavera na América do Sul. Não na cidade que me fez ter prazer em comer uma sequência de fondue inesquecível, e que me fez suspirar por suas araucárias e hortênsias.

Panorama do centro de Gramado, a cidade que mais parece ser européia

Gramado é isso. É uma fuga do calor e das paisagens tipicamente brasileiras. É encantar-se pelas avenidas cheias de construções ao estilo alemão, pelas sacadas com flores nas janelas, pelos hotéis bonitos e românticos, pelos restaurantes e cafés convidativos e pelos termômetros que, já sendo muito belos com seus charmosos jarros de flores pendurados em suas estruturas, provam que o friozinho é o carro-chefe para que todo esse clima seja formado e oferecido aos seus turistas. É delicioso também sentir o cheiro de chocolate vindo das inúmeras lojas espalhadas pela cidade, o que faz lembrar que dietas não são bem-vindas em um lugar onde um dos maiores prazeres é sentar-se a uma boa mesa e saborear as delícias da Serra Gaúcha.

Uma das lojas fofas de Gramado

Lojas charmosas de chocolate pelas ruas de Gramado

Gramado é bonita e charmosa pelo todo, mas os detalhes, esses sempre fazem a diferença. Como não se deixar encantar, por exemplo, pelas rotatórias feitas com pequenos jarros de flores? Ou então pelas cadeiras dos restaurantes da Rua Coberta, equipadas com lãs felpudas para aquecer os clientes? Para onde quer que se olhe tem algum detalhe que faz com que a cidade seja tão linda e acolhedora. Basta olhar com calma, parar um tempo e se deixar admirar por tudo o que ela é e oferece a seus visitantes.

Rotatórias formadas por vasos de flores. Um charme!

Cadeiras cobertas com lãs felpudas em um dos restaurantes da Rua Coberta, em Gramado

Gramado e seus lindos detalhes: flores em todas as partes, placas de rua charmosas e prédios ao estilo alemão são só alguns exemplos

Mais detalhes que fazem Gramado ser tão charmosa. Essa foto foi tirada na Praça das Etnias

Caminhar pelas ruas da cidade já é, em si, uma atração, principalmente quando as temperaturas estão baixas ou quando paira uma névoa sobre a cidade. Em minha opinião, ela fica ainda mais charmosa assim. A Igreja Matriz São Pedro da cidade, feita de pedra, é belíssima, seja de dia ou à noite, quando fica iluminada, complementando a beleza dos cafés, restaurantes e lojas que ficam próximos a ela. Vale conhecer a Fonte do Amor Eterno que fica ao lado e colocar nela um cadeado com os nomes do casal em um coração.

A fonte é famosa por fazer com que os casais permaneçam para sempre unidos. Andar pelas Avenidas das Hortênsias e Borges de Medeiros sem compromisso é de encher os olhos e os álbuns com fotos muito bonitas. Por ali também há inúmeras lojas de roupas, artesanatos, chocolates e souvenires, além bons restaurantes. Caminhando até a Praça das Etnias pode-se, no caminho, avistar a famosa Rua Torta, que é bonita e diferente das ruas que estamos acostumados a ver. Na Praça das Etnias há também lojas e restaurantes de lugares variados do mundo, além de ornamentações cheias de detalhes que fazem dela um ponto turístico em si.

Gramado em dia de chuva e névoa. É muito charme, fica ainda mais parecida com uma cidade européia. Essa é a famosa Igreja Matriz São Pedro

Centro de Gramado ao anoitecer. É imperdível caminhar com calma por essas ruas lindas cheias de lojas e cafés

Mais Gramado ao cair da noite

Fonte do Amor Eterno com a Igreja ao fundo

Fonte do Amor Eterno, que fica ao lado da Igreja Matriz São Pedro

Gramado e seus detalhes

A famosa Rua Torta de Gramado

Praça das Etnias

Outro lugar imperdível de Gramado é o Lago Negro. Com uma paisagem deslumbrante que conta com árvores trazidas da Floresta Negra, na Alemanha, o clima é propício para namorar e para um passeio relaxante. Há Pedalinhos de cisnes e de barcos-pirata para uma voltinha no lago, possibilitando uma visão de um ponto diferente do local. Fazem a diversão das crianças e dos casais apaixonados. Quando está na época das Hortênsias elas emolduram o lago, deixando o caminhar ainda mais charmoso. É um passeio relaxante e prazeroso, até mesmo para quem opta apenas por caminhar, passeando pela trilha que serpenteia o lago. Nós chegamos lá a pé. Fica um pouco mais distante do centro de Gramado, mas optamos pela caminhada para observarmos a cidade ao longo do caminho com mais calma, pois gostarmos de tirar fotos e admirar tudo sem pressa. Mas para quem não gosta de andar por longas distâncias ou que está com o tempo curto, o ideal é alugar um carro ou pegar um táxi. O Lago Negro fica localizado na Rua Casa da Juventude, esquina com a Rua 25 de Julho.

Belezas no caminho para o Lago Negro

Entrada para o Lago Negro

Pedalinhos em formato de cisnes para um passeio no Lago Negro. Detalhe para a linda paisagem ao fundo

As paisagens do Lago Negro são simplesmente maravilhosas. Um passeio relaxante e romântico

Pedalinho em formato de barcos-pirata para a diversão das crianças

Caminho que circunda o Lago Negro. Andar por lá também é um passeio muito agradável

Caminho que circunda o Lago Negro. Parece pintura!

Rua Coberta também é ótima pedida para passeios sem pressa, para compras e para alimentação. Encontramos inúmeras opções de almoço e jantar por lá. Basta dar uma olhada nos cardápios disponíveis na entrada de cada restaurante e escolher entre os variados tipos de pratos oferecidos.

Rua Coberta durante o dia. Fica quase em frente à Igreja Matriz São Pedro. Ao longo do dia também são servidas refeições nos restaurantes, mas é à noite mesmo que o movimento fica intenso

Mas Gramado não tem só clima ameno e romântico para oferecer aos seus visitantes. Há ainda inúmeras atrações, seja para casais ou para quem está com crianças, em família. Há vários museus, sejam eles de motos (Harley Motor Show), de carros antigos (Hollywood), esportivos (Super Carros), de chocolates, e também de cera (Museu de Cera Dreamland). Há ainda parques temáticos, como um parque de dinossauros (Vale dos Dinossauros), além da famosa cidade em miniatura. Mas o que tem feito sucesso mesmo é o Snowland, o primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, onde é possível vestir-se com roupas próprias para uma diversão na neve.

Para quem está em Gramado, é impossível deixar de visitar Canela, outra cidade charmosíssima que fica a apenas 8 km de Gramado. Vale uma estadia, mas o mais comum é apenas um bate-volta de Gramado. Para conhecer o centro de Canela e sua maravilhosa catedral de pedra (Nossa Senhora de Lourdes), optamos por pegar o Bustour, ônibus de turismo vermelho de dois andares ao estilo Londres, que circula por mais de 30 pontos turísticos entre as duas cidades. É possível para o turista que adquire o passeio subir e descer do ônibus nos pontos pré-estabelecidos na hora que achar conveniente para conhecer as atrações. Quando quiser seguir caminho, basta esperar pelo próximo, já que o tempo de espera não é grande. Uma das paradas imperdíveis do ônibus é a Catedral de Pedra de Canela que é, em minha opinião, ainda mais bonita do que Igreja Matriz São Pedro de Gramado.

Recomendo a descida do ônibus para se conhecer melhor a catedral e também para visitar as lojas de artesanato que circundam a praça. Comprei toucas de lã muito lindas e bem feitas de uma senhora simpática em uma das lojas, todas feitas manualmente por ela. Outra parada essencial é o Parque do Caracol para conhecer a famosa e belíssima Cascata do Caracol, que possui 130 m de altura. O que torna o passeio ainda mais interessante é andar nos teleféricos do parque para uma vista ainda melhor da cascata. Há lojas e lanchonetes na região. Ao chegar ao mirante para contemplação da cascata, um fotógrafo registra os turistas, que podem adquiri as fotografias caso seja de seu interesse. Sugiro passear pela região dos teleféricos para admirar a natureza, e gastar um tempinho no mirante da cascata para repor as energias. A região é muito tranquila, vale uma pausa na correria para relaxar ao som da queda d´água.

A belíssima Catedral de Pedra de Canela. Em minha opinião, ainda mais bonita que a de Gramado

A linda Catedral de Pedra de Canela vista de frente

Lojas que ficam ao lado da Catedral de Canela

Detalhes! Sempre fazem a diferença! Esta é a entrada da Catedral de Pedra de Canela

Teleféricos para a vista da Cascata do Caracol

Os teleféricos com uma vista maravilhosa da Cascata

Os teleféricos com a Cascata do Caracol como plano de fundo

Teleféricos

A plataforma de baixo é onde os turistas possuem a melhor vista para a Cascata do Caracol. É onde também ficam o mirante e os fotógrafos para registrarem quem passa por lá

Vista do teleférico

Caminho junto à natureza no Parque Estadual do Caracol. Tem até placas alertando os turistas de que certas espécies de animais podem ser vistas por lá

Vista linda da Cascata do Caracol direto do mirante

Outra parada interessante do ônibus é o Reino do Chocolate (oreinodochocolate.com.br) da marca Caracol. Há um tour com uma linha do tempo temática contando a história do chocolate, o visitante pode optar por fabricar seu próprio chocolate (pagando uma quantia extra) e ver de perto como ele é produzido e, no final do passeio, há uma loja/restaurante muito charmosos onde as cadeiras possuem formato de xícaras. Assim, é possível provar os chocolates Caracol apreciando uma vista de encher os olhos. A parada é válida principalmente para quem está acompanhado de crianças, mas também para os chocólatras assumidos. Já que o assunto é chocolate, vale dizer também que Gramado está muito bem servida com a marca Lugano, que possui lojas lindas pela cidade (chocolatelugano.com.br) e também com a Prawer (prawer.com.br), que possui chocolates artesanais muito saborosos. Além do sabor marcante, as embalagens e acabamentos são muito bonitos. Uma ótima forma de presentear os amigos na volta para casa.

Muito charme e uma vista linda na loja/restaurante do O Rei do Chocolate, da marca Caracol

Prateleira da loja Gramado Way com seus chocolates caseiros lindos e deliciosos

Com relação à estadia, Gramado tem uma gama enorme de variedades de hotéis e pousadas (Hotéis e Pousadas em Gramado). Tem preços e localizações para todos os bolsos e gostos. Há muitos nas principais avenidas da cidade e nas proximidades, mas há ainda os mais afastados no estilo SPA para quem quer ainda mais sossego e relaxamento. Optamos por uma pousada próxima à Rua Coberta, ou seja, bem no centro da cidade, para que conseguíssemos fazer tudo a pé. A Pousada é confortável, tem um bom café da manhã, o atendimento é ótimo e os preços também são bons. Trata-se da Pousada Viena, uma boa dica para quem quer praticidade e conforto. Há também hotéis e até Resorts mais sofisticados, como o tradicional e luxuoso Saint Andrews, disputadíssimo por possuir poucos quartos e por proporcionar a seus hóspedes a sensação de se estar hospedado em um castelo, e o mais recente Wish Serrano Resort. Em épocas do ano em que há atrações na cidade, como, por exemplo, o Natal Luz e o mês de Julho, há que se reservar o hotel com bastante antecedência, pois a cidade fica muito cheia e disputada.

A pousada Viena na qual nos hospedamos. Apesar de estar próxima a alguns dos pontos turísticos da cidade, ela fica em uma rua tranquila, logo atrás da Rua Garibaldi, que dá nos fundos da Rua Coberta

Já quando o assunto é alimentação, Gramado tem diversas opções, tanto em matéria de restaurantes quanto de variedades. O que o turista não pode deixar de experimentar é o famoso Café Colonial, que é uma mesa farta composta por pães, bolos, geléias, manteigas, salgadinhos, queijos, bebidas e outras guloseimas mais. É impossível comer tudo, mas o gostoso é saborear um pouco de cada delícia da região e da culinária típica alemã. É uma experiência deliciosa, literalmente. O restaurante escolhido por nós para experimentarmos o Café Colonial foi o Torre Café Colonial, aprovadíssimo! Vale a pena experimentar o suco de uva branco integral da Hugo Pietro. É tão gostoso que compramos mais garrafas dele no restaurante para trazermos de presente.

Outro programa gastronômico imperdível é a sequência de fondue que é oferecida em vários restaurantes de Gramado. Optamos pelo restaurante Swiss Cottage, charmoso, romântico, com funcionários muito simpáticos e agradáveis. O preço condiz com o refinamento do lugar. Como estava chovendo no dia, pedimos para o recepcionista do hotel ligar para o restaurante, que enviou um motorista para nos buscar. A sequência de fondue começa com pães e batatas acompanhados por fondue de queijo, depois é a vez de carnes cortadas em tiras acompanhadas por diversos molhos para nós mesmos temperarmos e assarmos em uma chapa e, por último, como sobremesa, é servida uma variedade de frutas com fondue de chocolate. É simplesmente maravilhoso. Indicamos o restaurante Swiss Cottage para uma sequência de fondues inesquecível, pelo ambiente romântico proporcionado e por todas as qualidades e tratamento diferenciado que ele oferece.

Torre Café Colonial, onde saboreamos o Café Colonial. Muito aconchegante

Mesa servida no Café Colonial. É uma variedade incrível de guloseimas. A dieta não tem vez nesses cafés

Suco de uva branco integral da Hugo Pietro. Delicioso! Não deixem de experimentar

Restaurante Swiss Cottage, nossa escolha para a sequencia de fondues. Clima romântico, aconchegante e atendimento diferenciado

Vinho e fondue no Swiss Cottage e, lá fora, chuva e friozinho. Clima perfeito!

Após a primeira parte (pães e batatinhas com fondue de queijo) começa a sequência das carnes assadas na chapa por nós mesmos e molhos como acompanhamento. Uma delícia!

Hora da sobremesa: diversas frutas com fondue de chocolate. Divino!

Para almoçar ou jantar uma massa muito saborosa em um restaurante tipicamente italiano e aconchegante, optamos pelo restaurante Cantina Tagliarini, onde nos deliciamos com um rodízio de massas e saladas. As sobremesas também estavam inclusas. O cliente mesmo vai até o cozinheiro para escolher a massa, os ingredientes e o molho que deseja, e ainda acompanha o preparo. Adoramos o atendimento e a comida é muito gostosa.

Restaurante Cantina Tagliarini tipicamente italiano com massas, saladas e sobremesas saborosas

Nossa experiência em Gramado e Canela foi incrível e deixou saudades. Descansamos do calor e do caos da capital nessas cidades que nos fizeram relembrar o gostinho de se passear pela Europa com um toque tipicamente interiorano. Gostamos da organização, das belezas, das delícias e do acolhimento que tivemos em cada pedacinho de Gramado e Canela. Indicamos realmente a visita nessas pérolas da Serra Gaúcha.

Prefeitura de Gramado em um dia chuvoso e com névoas

  Segue, abaixo, tópicos com dicas práticas sobre nossa visita a Gramado e Canela:

  • Optamos por viajar em Outubro. Era baixa temporada, o que teve seu lado bom e seu lado ruim. O lado ruim é que não pegamos alguns eventos famosos e importantes na cidade, como O Natal Luz de Gramado, que dizem ser encantador, o Festival de Cinema de Gramado e o mês de Julho, onde o visitante tem chances até mesmo de ver neve na cidade, apesar de não ser o mais comum. Porém, o lado bom é a cidade bem mais vazia. Hotéis, restaurantes e passeios são conseguidos na hora, sem a dificuldade de superlotação, da necessidade de reservas ou de filas enormes e desgastantes. Muitas vezes os restaurantes eram praticamente só “nossos” e nossas fotos em pontos turísticos estão praticamente sem ninguém ao fundo. Gostei muito dessas comodidades e da cidade tranquila, sem tumultos.

A tranquilidade de se tirar uma foto do principal cartão postal de Gramado sem quase ninguém na frente

Parque Estadual do Caracol, em Canela, praticamente só para nós

  • Em Outubro, achei que não estivesse tão frio mais por lá, pois estava influenciada pelo calor que já fazia na minha cidade, Belo Horizonte. Sendo assim, acabei nem levando roupas de frio, o que me fez me arrepender, pois tive que comprar tudo lá. Estava frio sim, principalmente quando choveu. Portanto, como se trata de um lugar mais alto e de temperaturas costumeiramente mais baixas, sugiro sempre levar roupas de frio por precaução, mesmo quando a viagem está marcada para uma data em que costumam prevalecer temperaturas altas no Brasil.

Frio digno de casaco e touca em pleno Outubro

  • Alguns restaurantes possuem o serviço de buscar os clientes no hotel. Isso, claro, fora de altas temporadas e dependendo da disponibilidade dos funcionários com relação ao movimento de fregueses. Portanto, sugiro que o visitante busque saber com o recepcionista do hotel se o restaurante escolhido possui tal serviço. Caso possua, o próprio recepcionista ligará para solicitar o serviço em questão.
  • O Bustour nos atendeu perfeitamente bem para irmos de Gramado a Canela e vice-versa. Claro que o aluguel de um carro oferece maior comodidade, mas o interessante do ônibus turístico é que ele nos deixa exatamente nos pontos que realmente importam para visitas. A opção por descermos ou não é toda nossa.

Aproveitem Gramado e Canela, mais uma riqueza desse nosso Brasil tão diversificado e cheio de opções turísticas para todos os gostos e épocas.

Gramado sempre linda e charmosa. Viaje, conheça!

Fotos: Tiago Morais (Twitter: @tibelchior / Instagram: @tibelchior / Flickr)

LEIA MAIS SOBRE GRAMADO, CANELA E BENTO GONÇALVES:

Gramado, Canela e Bento Gonçalves: Dicas quentíssimas para curtir a Serra Gaúcha! 

FACILITE SUA VIAGEM:

Por
Roberta von Zastrow
Compartilhe este post
Deixe um Comentário
3 Comentários
  1. Roberto   -   em 31 de outubro de 2017 09:57

    Amei a reportagem, as dicas, as fotos, amei tudo. Já estou com muita vontade de conhecer Gramado.

  2. Daisy   -   em 31 de outubro de 2017 21:43

    Amei gramado e Canela. O texto ficou muito bem explicado e ilustrado. Parece uma Europa no Brasil.

  3. Dinheiro Investimento e Lazer   -   em 01 de novembro de 2017 22:37

    Excelentes dicas sobre Gramado. Ótimos lugares para conhecer.

Deixe seu Comentário