É possível viajar grávida?

18 de Fevereiro de 2016   |   Gravidez, Utilidades, Viajar grávida

Sim, gente! É possível viajar grávida! Engravidei em agosto/2015 e não deixei de fazer nada do que estava planejado por causa do novo baby viajante. Claro, as viagens foram adaptadas ao contexto , mas não ficamos em casa somente esperando o Augusto chegar. Viajamos de avião e/ou carro para muitos destinos que gostaríamos. Quando estava de 8 semanas de gestação, fomos ao Chile e ficamos 6 dias em Santiago e arredores. Até enfrentamos um terremoto! Aos 12 meses de gestação, fomos visitar meus sogros no interior de Santa Catarina, também de avião. Com 20/21 semanas, fomos para Miami fazer o enxoval do Augusto e ficamos 7 dias (Compras para o enxoval do bebê em Miami: O que e onde comprar). E com 28 semanas fomos passar um final de semana em Gramado/RS. Sem contar nas inúmeras viagens de carro para as praias de Santa Catarina e para ver meus pais.

Viajar grávida

Miami – 21 semanas de gestação

Quando descobri que estava grávida, na primeira consulta pré-natal, conversei com minha médica sobre essas viagens e ela não encontrou problema algum. Como viajar é algo comum na minha rotina, ela não viu nenhum problema em continuar fazendo como sempre fiz – só fez questão de me examinar antes de viagens mais longas para garantir que estava tudo bem! Até porque, após 26 semanas de gestação, você precisa de um atestado médico para viajar (as companhias aéreas exigem no embarque).

Nunca passou pela minha cabeça cancelar nada por conta da gravidez!

Gravidez não é doença e pude fazer tudo o que pretendia, claro que respeitando os limites do meu corpo e seguindo as orientações da minha médica.

De carro é mais tranquilo viajar. O importante é realizar pausas, descer do carro e caminhar um pouco. Não fiz viagens muito longas de carro, mas mesmo assim, parava o carro para me alongar! Já em viagens de avião avião, tive que prestar atenção em alguns itens antes e durante as viagens:

  • Verificar qual a política da  companhia aérea para o embarque de gestantes. A maioria não oferece restrições até a 27ª semana de gestação. Da 27ª a 36ª semana, é preciso apresentar um atestado médico (veja com a companhia aérea o que ela exige no atestado médico). Após a 36ª semana, só com a presença de um médio. Como eu sou precavida e meio neurótica (rsrsrs), viaja com atentado desde o início da gestação :)
  • Fazer um seguro viagem que cubra gestantes. Eu sempre faço seguro viagem mas depois que engravidei, comecei a prestar a atenção naqueles que fazem cobertura para emergências em gestantes. Eu faço pela Mondial Seguros ou pela Real Seguros. Já acho irresponsável viajar sem seguro, grávida então.. Nem pensar!
  • Use meias de compressão. Tenho alguns pares em casa e acabo utilizando em viagens mais longas. A gravidez já causa inchaço nas pernas, ainda mais quando combinado a altas altitudes e a imobilidade (já que ficamos horas sentados na poltrona do avião). A meia previne que as pernas fiquem inchadas e também o surgimento de varizes. Use-a em viagens de carro também!
  • Mexa-se! Não fique grandes períodos sentada. Eu me obrigada a levantar da poltrona a cada 1h para dar uma voltinha pelo avião, até mesmo de carro fazia isso. Mesmo que a preguiça bata, levante-se e caminhe!
Viajar grávida

28 semanas – Gramado/RS

Uma coisa que funcionou pra mim, é sentar em uma poltrona no corredor pois fui muitas vezes ao banheiro. Já caminhava e não incomodava meus vizinhos de poltrona. Também prestei atenção ao peso da mala. Não é legal grávida carregar peso demais: Tive sorte de viajar todas as vezes com o Omar. Então ele carregava as malas (rsrsrs), mas se você está viajando sozinha, não exagere no peso da mala!

  • Chegue cedo ao aeroporto e faça tudo com calma. Chegue cedo e faça tudo o que precisar com calma. Eu já chego cedo em todos as viagens mas depois que engravidei, comecei a chegar cedo para poder comer algo, ir ao banheiro, despachar as bagagens. Além do mais, se acontecer algum imprevisto, você terá tempo e não perderá o vôo. Ficar correndo no aeroporto, grávida, não é legal!
  • Grávidas têm direito a fila preferencial no Brasil. No exterior não é regra, mas você pode aproveitar o privilégio no Brasil. Minha médica disse para não ficar muito tempo parada em pé por conta da circulação, mesmo antes da barriga aparecer. Então, aproveite este benefício! Depois que a barriga começar a pesar, será uma salvação não ficar em pé por muito tempo.

Em geral, os meus vôos foram super tranquilos e consegui dormir tanto na ida quanto na volta. Consegui me movimentar no vôo e até assisti a alguns filmes. Tomei bastante água para me manter hidratada também. Quando cheguei ao destino, tive que descansar um pouco pois a minha pressão baixou. Mas tudo tranquilo. Nada de muito comprometedor. Mas respeite seus limites, sempre!

  • Faça o roteiro de viagem mais devagar. Adaptei os meus roteiros a gravidez. Acordei um pouco mais tarde, me alimentei melhor e fiz tudo o que queria fazer, porém com mais calma pois chega uma hora que a barriga começa a pesar e a gente fica mais cansada! Na viagem de Gramado já senti um pouco mais pois estava de 28 semanas de gestação. Na viagem de Miami, também adaptamos e visitamos o que queríamos com mais tempo! Até alugamos um carro para facilitar (Vale a pena alugar um carro em Miami?). Em Santiago, fiquei muito enjoada (início da gravidez) e não consegui aproveitar todas as comidas delícias da cidade. Só comia macarrão e arroz :P
  • Use roupas confortáveis para viajar. Você pode viajar bonita mas confortável! Há roupas bem interessantes para grávidas viajarem. Use tênis, meias de algodão, meias de compressão, calças que não apertem na barriga/cintura e um casaco quente. Leve água para hidratação e lanchinhos!

Enfim, foi tranquilo viajar grávida. Levei todos os remédios liberados pela minha médica nas viagens, junto com o atestado médico e o seguro viagem. Acabei não precisando mas é necessário se precaver! As viagens foram ótimas e aproveitamos muito cada momento. Claro, não fizemos esportes de aventura, trilhas, e tudo mais… Bom senso sempre!

Não deixe de fazer suas viagens por causa da gravidez (salvo se há algum problema que sua média prefira suspender a viagem). Sempre consulte-se antes de cada viagem para ter uma avaliação! Adapte a viagem a sua disposição e divirta-se! :)

 Facilite sua viagem

Por
Clarissa
Compartilhe este post
Deixe um Comentário
Deixe seu Comentário