11 Dec

Railey Beach: uma grata surpresa no sul da Tailândia

Alguns destinos custam a sair da nossa memória, seja por uma foto que um amigo compartilhou no facebook, aquela paisagem que apareceu em algum filme, a matéria que você leu em alguma revista ou de relatos de blogs de turismo. Comigo não foi diferente, posso e devo afirmar que o meu interesse para incluir esse país como próximo destino foi uma associação de todos esses fatores. A Tailândia é um país com uma cultura maravilhosa, mas o que mais me impressionou foram as belezas naturais do país. Infelizmente, não tive tempo para explorar com calma tudo o que gostaria. Diante disso, deixo um breve relato da minha experiência em Railey Beach e os motivos que tornou esse lugar tão inesquecível.

chegando em Railey Beach

chegando em Railey Beach

 

Como chegar:

Depois de 4 dias entre Bangkok e outros pontos de interesse em regiões próximas a capital tailandesa optei pelo transporte aéreo para ir ao sul do país. Comprei o aéreo pelo site da Air Asia ($ 40,00/pessoa) de Bangkok – Aeroporto Don Mueang para Krabi. No aeroporto de Krabi há vários pontos de vendas de tickets de ônibus, serviços de taxis ou traslados executivos. Fiz uma cotação e fechei o transporte de ônibus do aeroporto de krabi para o píer de Ao Nang (150 BAHT/pessoa), a viagem tem duração de 1:00 hs – 1:30  hs porque o ônibus vai parando em alguns hotéis para deixar outros passageiros. Chegando no píer comprei o ticket do barco de Ao Nang até o píer de Railey Beach West (100 BAHT/pessoa), percorrendo mais 30 minutos de barco por paisagens maravilhosas até nosso destino final, o Sand & Sea Resort.

Caso tenha achado confuso e deseje analisar outras opções, segue algumas sugestões:

 – Avião:

Vôos internacionais: São várias as companhias aéreas que fazem vôos do Brasil para a Tailândia, infelizmente os vôos fazem conexões na Europa (British Airways), Oriente Médio (Emirates, Etihad e Qatar Airways) ou África do Sul (South African Airways).

Vôos domésticos: As principais companhias aéreas são Thai Airways, Air Asia, Nokair e One-to-Go. Vale a pena utilizar as companhias low cost.

– Barco:

Os cartões postais representam a Tailândia realmente como ela é! Praias com águas cristalinas, paredões rochosos e os long tail boats fazendo jus a todo o cenário. A utilização desse tipo de barco é constante por moradores e visitantes. É possível comprar os tickets no píer ou em agências de turismo. Vale a pena pesquisar e barganhar. A pechincha é muito bem aceita por lá e você consegue ótimos descontos.

 – Outras Opções:

É possível atravessar o país de norte a sul de ônibus ou trem. Vale a pena pesquisar valores, itinerários, tempo de duração e horários para avaliar o que se enquadra no seu perfil e orçamento. O importante é você conseguir alcançar seu objetivo de realizar sua viagem tão desejada!

Mesmo que essa não tenha sido a nossa opção, em decorrência do pouco tempo que tínhamos de permanência no país, quando pesquisei li relatos sobre o baixo custo das passagens de trem. Para maiores informações você pode acessar o site da State Railways of Thailand.

Railey West

Railey West

Railey West

Railey West

 Onde ficar:

 Como Railey Beach é dividida em West e East pesquisei e tive muito cuidado na hora de decidir nossa hospedagem.

– Railey Beach East oferece mais opções de hospedagem, barzinhos, restaurantes e casas de massagem. Contudo, a praia sofre com a interferência da maré deixando muito pouco espaço para faixa de areia. Dali você tem acesso a uma trilha para a Praia de Pranang que oferece uma única opção de hospedagem, mas a praia é lindíssima. Única ressalva é para a poluição sonoro das cigarras.

– Railey Beach West: Boas opções de hospedagem e restaurantes, centrinho com boa infraestrutura de agências de turismo e conta com um supermercado e lojinhas de lembrancinhas locais. A praia é ótima para banho e não tem aquela agitação de vida noturna.

Após a dica do Blog Deixa de Frescura sobre o Sand Sea Resort (clique aqui para reservar!), localizado em Railey Beach West não hesitei, corri e garanti minha reserva. O hotel fica em um ponto privilegiado da praia de Railey Beach West e foi a melhor relação custo x benefício de todas as viagens que já realizei até hoje.

Pôr-do-sol em Railey Beach West

Pôr-do-sol em Railey Beach West

Pôr-do-sol em Railey Beach West

Pôr-do-sol em Railey Beach West

 O que fazer:

– Alugar e andar de caiaque (300 BAHT/1 hora),

– Fazer a trilha para apreciar a vista do point view,

– Curtir o pôr-do-sol,

– Analisar nas agências de turismo os passeios disponíveis que saem para outras praias.

 O que levar:

– Roupas leves e sapatos confortáveis. Dispense salto alto e leve somente o essencial, pois o desembarque do barco é dentro do mar e você terá que dar um jeito de carregar sozinho sua mala ou mochila,

– Protetor Solar, óculos escuros, boné e repelente,

– Máquina fotográfica. Leve ou alugue uma à prova d’água.

Caiaque por RAiley West

Caiaque por RAiley West

 Considerações finais:

O meu tempo de permanência em Railey Beach foi de 7 dias, mas caso você deseje fazer mais de uma região o interessante é fracionar os dias e encarar mais trajetos com malas de uma praia a outra. Como moro em praia e minha vida já é sair de casa, pegar estrada e me estabelecer em alguma praia queria um pouco de tranquilidade nas férias e evitar mudança de hotel. Alguns passeios saindo de Railey Beach ficaram muito cansativos. Continue acompanhando o blog que estarei dando detalhes de todos os passeios que realizamos.

Recomendações:

O relato de outras praias e dicas sobre a Tailândia você pode encontrar com mais detalhes em relatos dos seguintes blogs:

Deixa de Frescura

Viajando com Eles

360° Meridianos

Preciso Viajar

Corra, monte seu roteiro e venha compartilhar com a gente sua experiência

Mais sobre a Tailândia:

– Como planejar uma viagem a Tailândia e Emirados Árabes Unidos

Facilite sua viagem:

Categorias: Railey Beach, Tailândia
10 Mar

Como planejar uma viagem a Tailândia e Emirados Árabes Unidos

Tailândia e Emirados Árabes Unidos

Como escolher seu próximo destino de viagem? Atualmente, com o acesso a informação e a facilidade no planejamento, organização e compartilhamento das mais variadas experiências dificulta a prioridade na nossa escolha do próximo destino a ser realizado. Eu e meu esposo temos um Budget List que vem crescendo a cada mês, com o intuito de concluirmos uma volta ao mundo em um período ainda não estabelecido, mas que o importante seja concluí-lo.

Para 2014 já tínhamos idealizado um roteiro por alguns países do Continente Europeu (França, Bélgica, Holanda, Inglaterra, Escócia e Irlanda), mas fomos obrigados a interromper nosso plano inicial porque a alta do euro e libra tornou nosso orçamento insuficiente. Felizmente, não desanimamos e, logo, iniciamos uma nova pesquisa com uma visão completamente diferente, mantendo o foco em um destino já desejado e tendo como principal objetivo explorar um lugar diferente de tudo o que já havíamos vivenciado, seja no aspecto ambiental, sociocultural, religioso e gastronômico.

A Tailândia já estava incluída na nossa “lista de desejo” graças ao programa ilhas paradisíacas do canal OFF, mas para nós ainda era um sonho um pouco distante. A falta de informação nos impediu de visualizar seu grande potencial, já que insistíamos em limitar nossos pensamentos na dificuldade de comunicação e no alto custo desse destino. Os Blogs Deixa de Frescura  e Viajando com eles  não só foram fundamentais como contribuíram 100% no nosso planejamento, esclarecimento de dúvidas e nos tranquilizando sobre algumas dificuldades.

Emirados Árabes

Emirados Árabes

Por outro lado, não que um único país não fosse ideal para nossas férias, tratando-se da longa distância, pensamos na estratégia do percurso e vimos boas alternativas para incluir um segundo destino nessa viagem. Depois de pesquisar os custos das companhias aéreas optamos pela Emirates, diante disso incluímos os Emirados Árabes (Dubai e Abu Dabi) para atender um grande desejo do meu esposo.

Quando ir?

Tailândia: A melhor época para viajar é na estação temperada, ou seja, entre os meses de Novembro a Fevereiro, já que as temperaturas permanecem na média dos 20°C e o índice de umidade é baixo. Durante os meses de Março a Maio, predomina a estação quente, as temperaturas giram em torno dos 40° C e com o índice de umidade está mais alto. Contudo, o período que deve ser evitado é entre os meses de Junho a Outubro, predominando a estação chuvosa com enchentes em diferentes graus de intensidade.

Emirados Árabes: Dubai e Abu Dabi pode ser visitado durante todos os meses do ano. Portanto, para a maioria dos turistas os meses entre Outubro e Abril são os ideais já que as temperaturas permanecem entre 20° a 30°C. Nos meses que compreende o verão, de Junho a Setembro, os turistas já devem se preparar para encarar um calor sufocante, mas com redução significativa nos preços dos hotéis.

IMPORTANTE: Antes de planejar sua viagem para o Emirados Árabes Unidos fique atento ao mês do Ramadan. O Ramadan é o mês sagrado para os muçulmanos em todo o mundo, sendo que durante esse mês de jejum da alvorada ao poente alguns atrativos da cidade acaba sendo bastante afetado. Durante o Ramadã, todos os visitantes de Dubai, independente de sua religião, devem cumprir o jejum em público durante sua estadia, abstendo-se de comida, bebida e cigarro. Para informações mais detalhadas acesse o site da Emirates.

OBSERVAÇÃO: Em 2014 o Ramadan terá início no dia 28 de Junho e encerrá no dia 27 de Julho.

Como ir?

São várias companhias aéreas (Emirates, Etihad, Quatar e British Airways) fazem esses destinos, vale a pena pesquisar o custo X benefício de cada uma para o período da sua viagem. Na Ásia são inúmeras as companhias aéreas low coast, vale a pena utilizá-las. Nós compramos dois trechos (Sul e Norte da Tailândia) pela Air Asia.

Documentos necessários?

Tailândia: Passaporte com 6 meses de validade; Brasileiros não precisam de visto (Ele é concedido “on arrival” e dão direito a 90 dias de permanência no país quando a entrada é pelo aeroporto); Certificado Internacional de Vacina de Febre Amarela (Ao chegar no Aeroporto Internacional de Bangkok, o passageiro brasileiro deverá, antes de passar pelo controle de passaportes, dirigir-se ao balcão de controle sanitário “Health Control”, onde deverá apresentar o referido certificado e preencher um formulário que será entregue. A vacina tem que ser tomada pelo menos 10 dias antes da viagem)

OBSERVAÇÃO: A CNH brasileira e a carteira de habilitação internacional emitidas no Brasil não são aceitas pelas autoridades tailandesas.

Emirados Árabes: Passaporte com 6 meses de validade; Visto (Para maiores informações entre em contato com a Embaixada dos EUA (www.uae.org.br).

OBSERVAÇÃO: A carteira de motorista brasileira não é aceita nos EAU. Os turistas devem obter a carteira no modelo internacional com antecedência para poder alugar um veículo, além de respeitar os requisitos apresentados pelas locadoras de acordo com a lei local.

Tailândia

Tailândia

Qual moeda levar?

O mais indicado é levar dólar ou euro em espécie e trocar no país pela moeda local.

Tailândia: A moeda oficial é o BAHT. Dependendo da cotação R$ 1,00 equivale a 14 BAHTS.

Emirados Árabes: A moeda oficial é o Dirham, cujo o câmbio é fixo. US$ 1,00 equivale a 3,66 dirhams.

Onde ficar?

A questão da hospedagem é algo muito pessoal, por isso o indicado é que cada um pesquise o que estiver dentro do seu orçamento e compatível com suas exigências e necessidades. Nós fizemos todas as nossas reservas pelo Booking.com e aproveitamos algumas recomendações de outros viajantes.

Alertas a Viajantes

Tailândia: “A cultura tailandesa, de forma geral, valoriza a discrição e o respeito. Expressões físicas de afeto não são consideradas apropriadas em locais públicos. Recomenda-se tom de voz baixo e polidez, no tratamento com a população local. Não se deve apontar objetos ou pessoas com os pés. Em visitas a templos, é vedado o uso de camisas ou blusas sem manga. Homens devem usar calças compridas ou bermudas abaixo dos joelhos. Mulheres devem usar vestido ou saia abaixo do joelho, ou calça comprida. Sandálias de dedo ou chinelos não são permitidos. Ainda entro dos templos, é vedado o uso de calçados, que devem ser retirados e deixados junto à porta. O desrespeito à família real é punível como crime de lesa-majestade, passível de prisão”. (Fonte: HTTP://www.portalconsular.mre.gov.br/antes-de-viajar-1/alerta-aos-viajantes-1/tailandia)

Emirados Árabes: Vestimentas: Vestir-se com trajes tradicionais e que respeite os valores islâmicos, ou seja, não expor o corpo de forma indecente, as vestimentas não devem conter mensagens inadequadas, cobrir ombros e joelhos, evitar transparência e decote excessivo. Nas praias, parques aquáticos e piscinas são aceitos trajes de banho ocidentais, sendo proibido o “topless”. Religião: Os valores da religião islâmica são muito importantes nos EAU. Mostrar desrespeito perante crenças ou práticas religiosas é considerado profundamente ofensivo e pode resultar em prisão. É possível visitar algumas mesquitas, respeitando-se as regras de cada uma. Os turistas devem trajar-se adequadamente e, em geral, fazer a visita fora do horário de preces. Para mais informações acesse este site.

Nosso roteiro:

Dia 1 – Bangkok

Aeroporto Suvarnabhumi – Hotel – Almoço no Restaurante Khinlom Chom As Phan – Passeio pela Khao San Road – Massagem – Drink no Sirocco Sky Bar –

Hotel:  Rambuttri Village Plaza

Dia 2 – Bangkok

– Grand Palace: Complexo de construções no centro da cidade, no qual é a residência oficial do Rei e Rainha da Tailândia. Imperdível: jardins em frente ao palácio, Wat Phra Keon (Templo do Buda Esmeralda), Wat Pho (Templo do Buda Deitado), Wat Phra Kaeo – Almoço no Amorosa – Visita ao Wat Arum (Templo do Amanhecer). Melhores fotos no entardecer – Drinks no The Deck.

Hotel:  Rambuttri Village Plaza

Dicas para entrar nos templos:

– Roupas leves, bonés, chapéus, óculos escuros e protetor solar;  Homens e mulheres não podem estar de ombros e pernas de fora; Proibido transparência; Ande com sua garrafa de água.

Dia 3 – Bangkok

– Excursão para Ayutthaya. Imperdível: Wat Chaiwatthanara (templo das cabeças dos budas cortadas), Wat Worachetharan, Wat Yai Chai Mongkol, Wat Mahathat.

Hotel:  Rambuttri Village Plaza

Dia 4 – Bangkok

– Excursão para o Mercado Flutuante, ponte do Rio Kwai e o Tiger Temple – Lumphini Park – Hard Rock Café

Hotel:  Rambuttri Village Plaza

Dia 5 – Bangkok – Krabi – Ao Nang – Railey Beach

– Taxi de Krabi até o pier de Ao Nang – Barco de Ao Nang até Railey Beach (West) – Railay West Beach: Praia de Tonsai e Pôr-do-Sol incrível – Railay East Beach: Praia de Pranang.

Hotel: Sand Sea Resort

Dia 6 – Railey Beach

– Tour Hong Island

Hotel: Sand Sea Resort

Dia 7 – Railey Beach

– Tour Phi Phi Island, Bamboo Island e Maya Bay

Hotel: Sand Sea Resort

Dia 8 – Railey Beach

– James Bond Island

Hotel: Sand Sea Resort

Dia 9 – Railey Beach

– Phi Phi Island: Loh Dalam Bay, Long Beach e View Point.

Hotel: Sand Sea Resort

Dia 10 – Railey Beach

– Bamboo Island

Hotel: Sand Sea Resort

Dia 11 – Railey Beach – Krabi – Bangkok – Chiang Mai

– Passeio de caiaque ou tour guiado – Barco de Railey Beach até o píer de Ao Nang – Taxi até aeroporto de Krabi – Krabi 17:50 hs – 19:10 hs Bangkok (Air Asia) – Bangkok (Don Mueang) 21 hs – 22:10 hs Chiang Mai (Air Asia)

Hotel: Roseate Chiang Mai

Dia 12  – Chiang Mai

– Monumento dos Três Reis (Centro) – Tour fazenda das orquídeas, rafting, elefantes e tribo das mulheres girafas.

Hotel: Roseate Chiang Mai

Dia 13 – Chiang Mai – Chiang Rai (Alugar Carro- 150 Km ou ver excursão)

– Wat Phra That Doi Cham Tong – Wat Rong Khun (Templo Branco) – Triângulo Dourado

Hotel: Roseate Chiang Mai

Dia 14 – Chiang Mai – Bangkok

– Wat Phra Singh – Wat Jed Yod (Templo dos Sete Espirais) – Wat Chedi Luang (Templo em Ruínas) – Wat Phra That Doi Suthep (Templo Dourado) – Zoológico: Casal de pandas Lin-Hu e Chuang-Chuang – Chiang Mai 22:05 hs – Bangkok 23:20 hs Aeroporto Don Mueang (Air Asia) – Taxi Hotel

Hotel: Regent Suvarnabhumi

Dia 15 – Bangkok 9:55 hs (Aeroporto Suvarnabhumi) – Dubai 13:00 hs (Emirates)

– Aeroporto – Hotel – At the Top the Burj Khalifa Experience (Mirante do Burj Khalifa): vista panorâmica 360° de Dubai. Localizado no Complexo Dubai Downtown – Dubai Fontain (Fontes de Dubai): maior show de águas dançantes do mundo.

Hotel: Grand Excelsior Hotel Al Barsha

Dia 16 – Dubai – Dubai Moderna

– Madinat Jumeirah – Hotel Burj Al Arab – Burj Kalifa – Mesquita de Jumeirah – Hotel Atlantis the Palm – Aquaventure parque aquático – Reservar Nasimi Beach: um beach clube na beira da praia – Jumeirah Beach: Complexo Madinar Jumeirah, um canal artificial no qual é possível fazer passeio de barco – Zayed Road: principal avenida dos emirados árabes.

Hotel: Grand Excelsior Hotel Al Barsha

Dia 17 – Dubai – Abu Dhabi

– Visita a Mesquita Sheik Zayed. Imperdível: visitar a mesquita durante o dia e a noite (Horário de visita: Sáb. à 5° Feira: 9 às 10 hs/6° Feira: A partir das 16:30 hs –  Regras de Vestuário: Mulheres: Proibido braços e pernas a mostra e cobrir a cabeça. Homens: Não é permitido bermudas acima dos joelhos e camisetas regatas. Andar e conhecer a Yas Island e Visitar o Circuito de F1) – Hotel Emirates Palace – Fundação Cultural – Ferrari World (Parque da Ferrari): andar na montanha russa Formula Rosso (mais rápida do mundo), simuladores das ferraris e apreciar as inúmeras ferraris (OBS: Comprar o ingresso entrada rápida. Horário de funcionamento: 3° a Dom das 11 às 20 hs)

Hotel: Grand Excelsior Hotel Al Barsha

Dia 18 – Dubai – Dubai Histórica

– Creek: canal que divide a cidade ao meio – Al Bastakaia: “Torres de Vento” – Souks: Tecidos, Especiarias e Ouro – Travessia e Passeio de Abra no Creek.

Hotel: Grand Excelsior Hotel Al Barsha

Dia 19 – Dubai

– Dubai Mall: Aquarium, Ice ring (maior pista de patinação no gelo) – Mall of the Emirates: Ski Dubai.

Hotel: Grand Excelsior Hotel Al Barsha

Dia 20 – Dubai

– Safari com Jarntar no deserto dos Emirados Arábes

Hotel: Grand Excelsior Hotel Al Barsha

Dia 21 – Dubai

– Dia Livre para descansar e aproveitar as praias.

Hotel:  Holiday Inn Express Dubai Airport

Dia 22 – Vôo para o Brasil

 Sugestões? Deixe o seu pitaco na caixa de comentários :)

Mais sobre a Tailândia e Dubai

Facilite sua viagem:

Categorias: Abu Dabi, Dubai, Emirados Árabes, Roteiro, Tailândia