23 Oct

Final de semana romântico na Pousada Ilha do Papagaio em Palhoça/SC

Este mês comemoramos 2 anos de casamento \o/ E como nosso horários estão bem apertados devido ao trabalho, resolvemos passar o final de semana um uma pousada super charmosa em Palhoça/SC (cerca de 30km de Florianópolis) – Pousada Ilha do Papagaio (para reservar clique aqui). A Pousada fica em uma ilha particular (isso mesmo) e você só consegue chegar de barco ou só consegue entrar na ilha se for se hospedar ou passar o dia – ambos com reserva! A pousada é perfeita para casais que querem um momento a sós mas também é ótima para famílias. Possui 20 bangalôs espalhados pela ilha que vão desde bangalôs familiares (mais perto da área social) até bangalôs românticos com vista total para o mar e mais afastados a área social. Nem preciso dizer que a praia é privativa, o que deixa o ambiente mais reservado e seguro. Ficamos dois dias na Pousada (de sábado a segunda-feira) em um bangalô com vista para o mar. Após a reserva, a pousada envia por email um mapa de como chegar, os atrativos da pousada e uma lista de quitutes que poderão estar disponíveis no frigobar (itens pré-pagos).

Pousada Ilha do Papagaio. Foto retirada do site da pousada

Pousada Ilha do Papagaio. Foto retirada do site da pousada

Para entrar na ilha, tivemos que ir até a Praia da Pinheira, deixar o carro no estacionamento privativo da pousada (sem custos) e ir de barco até a pousada. O percurso é rapidinho! Chegando na ilha, fomos muito bem recepcionados já na areia com sucos de boas vindas e uma apresentação rápida do lugar. Como é uma área de preservação, não há trapiche, então é preciso ir de sandália :) O check-in é feito a caminho o bangalô (achei ótimo!) e uma bolsa de praia com informações do hotel e uma lanterna para as caminhadas noturnas é fornecida. Ficamos no Bangalô 16. A decoração era rústica e cheio de flores silvestres. Com uma vista para o mar e uma sacada com mesa e cadeira. Banheiro também muito bem organizado e limpo! Ele era menor que os outros (um pouco mais barato também) mas gostamos muito! Tudo limpo e agradável! Havia Frigobar (pré-pago ou seja você precisa escolher e pagar antes os itens que você quiser que esteja no seu frigobar), TV, climatizador, armário etc. O wifi (grátis) só pega na área social (piscina, restaurantes, etc.) e na praia. Nos bangalôs, não. Na diária estava incluso o café da manhã que estava bem completinho e natural.

Bangalô 16

Bangalô 16

Vista do Bangalô 16

Vista do Bangalô 16

Bangalô 16

Bangalô 16

Na ilha há um restaurante disponível. Se quiser outras opções é necessário solicitar o transporte até a Praia da Pinheira. O transporte de barco funciona das 7 ás 18h. Fora desse horário, somente emergências. Nós almoçamos e jantamos no restaurante da ilha. O preço é salgadinho e nos dias em que ficamos a comida não estava muito saborosa. No check-out falei sobre a qualidade da comida e algumas horas depois a dona da pousada, a Renata, me ligou e explicou que haviam feito a troca da equipe da cozinha e nos pediu desculpas. Achei muito interessante isso! Não é todo lugar que há essa atenção com os hóspedes. Espero que nas próximas vezes a comida esteja mais saborosa :) Outra coisa que nos deixou incomodado foi a demora dos pratos após fazer o pedido. Não sei se era por causa da troca da equipe da cozinha (eu espero que sim).

Parte da área social

Parte da área social

Praia privativa

Praia privativa

Nossa mesa do jantar romântico

Nossa mesa do jantar romântico

Pousada Ilha do Papagaio

Pousada Ilha do Papagaio

A noite reservamos um jantar romântico. ele custa R$100 (fora a comida) e é feito do deck da praia se o tempo estiver bom (se não é feito no restaurante). Estava tudo muito bom e aproveitamos o momento. A decoração é linda! E o visual mais ainda… Foi uma janta romântica na praia :) A comida deixou um pouco a desejar mas acredito que a pousada já tenha conseguido resolver este problema. A pousada ainda conta com a praia privativa, esportes aquáticos (pagos a parte), piscina, música ambiente, toda a parte de mobiliário para praia e piscina, trilhas (são 8 trilhas ao redor da ilha), bar da praia, sala de jogos, e serviço a todo momento. Aliás, o serviço é impecável! Todos dispostos e bem humorados. O check-in é feito ás 15h e o check-out ás 12h.

Tenho que falar mais uma fez: o visual é lindo! :) Fomos e voltaremos mais vezes. Perfeito para um final de semana relax! E você ainda poderá conhecer as praias da região que são lindas! Claro que os preços são mais salgados. A diária do nosso bangalô ficou em R$750 apenas com café da manhã. A média de um almoço e jantar é de R$130 o casal. Valeu pelo lugar e o clima mas não quanto a comida, faltou sabor!

Pousada Ilha do Papagaio
Para reservar clique aqui
Ilha do Papagaio – Praia do Sonho, Pinheira, CEP 88130970, Brasil

Categorias: América do Sul, Brasil, Palhoça, Pousadas, Santa Catarina
12 Jun

Palhoça: ótimas praias e belas paisagens

Palhoça é um município bem próximo de Florianópolis, mas muitos turistas e até mesmo moradores da região ainda desconhecem as belezas de seus parques ecológicos e a diversidade de suas praias.

Então, fica a dica… Não limite suas férias somente as belezas de Floripa! Planeje-se para se surpreender com o que Palhoça tem a oferecer, viva cada paisagem e fuja um pouquinho do agito e do trânsito caótico da Ilha da Magia. Não tem como se arrepender!

Como Chegar

Palhoça está localizada entre o litoral e a serra do mar, distante a apenas 17 km de Florianópolis.

Carro: pela rodovia BR-101, tanto pelo sul como pelo norte do estado. Há, também, opções de acesso a partir do município de Santo Amaro da Imperatriz (via BR 282) e por São José (via intermunicipal).

Avião: o aeroporto mais próximo é o de Florianópolis, distante 30 Km de Palhoça.

Ônibus: a empresa Paulotur tem opções de saídas operando em vários horários a partir das 6:20 hs da manhã para várias praias. Durante o verão a empresa disponibiliza o circular interpraias que sai da Praia do Sonho e passa pela Pinheira, Guarda do Embaú, Garopaba e Praia da Ferrugem. Para maiores informações é necessário entrar em contato com a empresa através do telefone (48) 3244-2777.

Praia da Pinheira

Distante 50 Km ao sul de Florianópolis é a praia mais frequentada de Palhoça, conquistando cada vez mais as pessoas pelas suas águas limpas, calmas e mornas. Ainda, oferece excelente infraestrutura  com supermercados, farmácias, restaurantes, lojas e pousadas, mas mesmo diante de tanta estrutura o seu maior atrativo continua sendo sua natureza exuberante e intocada, já que a região pertence ao Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, área ambiental protegida por lei estadual.

A Praia da Pinheira é dividida em duas praias: Praia de Baixo e Praia de Cima. A Praia de Baixo é maior, formada por uma enseada com 7 Km de extensão, águas calmas e limpas, ideal para a prática de esportes aquaticos como caiaque e stand up paddle. Enquanto, a Praia de Cima é uma praia menor, mas de rara beleza na qual é possível avistar a praia de Naufragados (Sul da Ilha, Florianópolis), Ilhas Três Irmãs e a Praia de Baixo.

Pinheira de Baixo

Pinheira de Baixo

Pinheira de Cima

Pinheira de Cima

Pinheira de Cima

Pinheira de Cima

Opções de Hospedagem:

http://www.praiadapinheira.com/pousadas.htm

http://www.praiadapinheira.tur.br/hospedagem.php

Praia do Sonho

Localizada a apenas 24 Km do centro de Palhoça é a praia ideal para aqueles que querem um lugar longe do agito. A Praia do Sonho é a continuação da Praia Ponta do Papagaio ao norte e é a única que apresenta duas frentes para o mar (norte e leste). É possível fazer um passeio até as ilhas contratando o passeio de barco com os pescadores na própria praia. Infelizmente, não encontrei nenhum para poder me informar melhor sobre os valores e maiores detalhes do descritivo do passeio.

Praia do Sonho

Praia do Sonho

Praia do Sonho

Praia do Sonho

Opções de Hospedagem:

http://www.guiapraiadosonho.com.br/pousada.htm

http://guiadolitoral.uol.com.br/pousadas-praiadosonho-palhoca-sc.html

Praia Ponta do Papagaio

Localizada entre a Praia da Pinheira (sul) e a Praia do Sonho (norte) a Praia da Ponta do Papagaio é formada por duas praias, uma de cada lado da península. A praia ao sul tem uma larga faixa de areia, águas limpas e esverdeadas, enquanto o lado norte por pertencer a baía apresenta água mais tranquilas; e, composta por duas ilhas, a Ilha do Papagaio Maior e a Ilha do Papagaio Menor. A Ilha do Papagaio Maior deixou de ser uma ilha há menos de um século, pois uniu-se com o continente pela península que forma a Praia Ponta do Papagaio e seu único atrativo é uma trilha que permite uma vista privilegiada da Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição, localizada n Ilhota de Araçatuba. A Ilha do Papagaio Menor é constituída de 80% de Mata Atlântica e a única construção na mesma é de uma pousada luxuosa com acesso somente de barco a partir da Praia da Ponta do Papagaio. Uma outra opção são os trekkings pelas trilhas, passeios de barcos, mergulho e jet ski.

Ponta do Papagaio

Ponta do Papagaio

Opções de Hospedagem:

http://www.pontadopapagaio.com/pousadas.htm

http://www.papagaio.com.br/

Guarda do Embaú

É uma pequena vila de pescadores descoberta por surfistas na dácada de 70 que se surpreenderam com as boas condições das ondas para a prática do surf.  A Guarda do Embaú oferece pouca infraestrutura e as principais atividades do lugar são a pesca e o aluguel de casas para temporada de veraneio.

Está localizada em uma faixa de terra entre o rio e o mar dentro da Reserva da Serra do Tabuleiro, distante a 36 Km do centro do município de Palhoça. Seu acesso é através da travessia do Rio da Madre a nado ou de barco e nesse primeiro contato é inevitável não se encantar pelo beleza que a envolve.

Ponto de embarque para a praia da Guarda do Embaú

Ponto de embarque para a praia da Guarda do Embaú

Na vila é possível encontrar estacionamentos com duchas (R$ 10,00 diária/carro) que dão acesso a praia, bem como, os barcos para fazer a travessia para a praia. Os barcos fazem parte da associação de pescadores da Guarda do Embaú e a travessia tem um custo de R$ 2,00 por pessoa/cada trecho, não sendo necessário agendar horário. Para os mais aventureiros há possibilidade de atravessar a nado, mas é bom estar atento ou conversar com algum local para saber como está a correnteza do rio para que sua diversão continue segura.

Travessia para a praia feita em barco pela associação de barqueiros e pescadores da guarda do embaú. Custo R$ 2,00 cada trajeto por pessoa

Travessia para a praia feita em barco pela associação de barqueiros e pescadores da Guarda do Embaú. Custo R$ 2,00 cada trajeto por pessoa

Atravessando o Rio da Madre para chegar a Praia da Guarda do Embaú

Atravessando o Rio da Madre para chegar a Praia da Guarda do Embaú

A Guarda do Embaú conta com uma praia escondidinha, a Praia da Barra ou Prainha, localizada no canto norte. Seu acesso é por uma trilha que corta um morro à margem do Rio da Madre. Ainda, passando a Praia da Barra ou Prainha e dar continuidade na trilha (aproximadamente 20 minutos) você pode chegar na Pedra do Urubu, uma rocha que separa a Praia da Guarda do Embaú da Praia da Pinheira e desfrutar de uma paisagem linda das praias da Pinheira, Sonho, Gamboa e Garopaba.

Junção do Rio da Madre com o Mar em Guarda do Embaú

Junção do Rio da Madre com o Mar em Guarda do Embaú

Praia da Barra ou Prainha na Guarda do Embaú

Praia da Barra ou Prainha na Guarda do Embaú

Opções de Hospedagem:

http://www.guardadoembau.com.br/pousadas.php

http://www.zululand.com.br/

Infelizmente, meu tempo foi curto para explorar todos os atrativos que Palhoça oferece. Ainda tem muitas praias para serem comentadas aqui no blog. Aguardem!

Categorias: América do Sul, Brasil, Destaques, Palhoça, Praia, Santa Catarina