07 Aug

Perguntas e respostas sobre compras no Paraguai, Argentina e Uruguai

Compras no Paraguai

Dos posts mais acessados no Blog (tirando os posts sobre a Suíça) estão os sobre compras no Paraguai, compras do Duty Free Shop da Argentina, e compras em Rivera. Muitos leitores ainda têm dúvidas sobre cotas, produtos e taxas alfandegárias, então para deixar tudo explicadinho, reunimos e respondemos as dúvidas mais comuns dos nossos leitores para facilitar sua viagem e suas compras. Este post estará sempre em atualização (última atualização: 02/03/2014).

1. Posso entrar na Argentina/Paraguai/Uruguai com Carteira de Motorista?

Sim. Você pode utilizar o Passaporte, Carteira de Identidade ou a Carteira de Motorista (desde 2011)

2. É preciso declarar comprando menos do que o valor da cota?

A cota de isenção é destinada a bens considerados “bagagem acompanhada” como roupas e objetos de uso ou consumo pessoal, com limite de US$300 por pessoa, sendo a cota pessoal e intransferível, o que significa que duas ou mais pessoas não podem juntar suas cotas para aumentar o limite de uma delas ou de um terceiro, mesmo que sejam casadas, da mesma família ou amigas. Por exemplo, se um notebook custa US$600 você não pode juntar sua cota com a de outra pessoa (US$300 + US$300) para não pagar o imposto. Vai pagar 50% sobre US$300 = US$150. Somente caso tenha ultrapassado este valor deve preencher a DBA (Declaração de Bagagem Acompanhada), que é distribuída gratuitamente na alfândega brasileira e pagar o imposto devido. A cota de isenção é concedida somente uma vez a cada trinta dias. Menores, acompanhados ou não, também têm direito à cota de isenção.

3. Quero comprar mais que US$300, como faço?

Os itens considerados “bagagem acompanhada” e que excederem os limites de isenção deverão ser declarados na Declaração de Bagagem Acompanhada (DBA), fornecidas na Receita Federal. Esses, se incluídos no conceito de “bagagem”, o Regime de Tributação Especial para Bagagens é aplicado (pagamento do imposto de importação de 50% sobre o valor do bem). Por exemplo, se sua compra totalizou US$500, você deve pagar 500 – 300 = 200. Aplicando 50% sobre os US$200 dá um total de US$100 de imposto.

4. O que é proibido trazer?

É proibido trazer itens com Pneus; Bens cuja quantidade, natureza ou variedade revelem intuito comercial ou uso industrial; Cigarros e bebidas fabricados no Brasil, destinados à venda exclusivamente no exterior; Substâncias entorpecentes ou drogas; Remédios; Armas e munição; Bebidas alcoólicas, fumo, cigarros e itens semelhantes, quando trazidos por viajante menor de dezoito anos; Bens ocultos com o intuito de burlar a fiscalização.

5. Qual é o valor da cota que se pode trazer do Paraguai sem pagar imposto?

A cota atual ou limite de isenção é de US$300 tanto para quem volta por via terrestre como de avião saindo de Foz. Quando a viagem de retorno for feita através do aeroporto de Ciudad del Este, o valor da cota passa a ser o de uma viagem internacional por via aérea, que é de US$500 (isso vale para qualquer viagem aérea internacional). Isso significa que se você trouxer mais que isso, deve pagar um imposto de 50% sobre o que passar deste valor.

Não entram na cota: 01 celular, 01 câmera digital, artigos de higiene, beleza, maquiagem, calçados, roupas e outros artigos de vestuário, para uso próprio, em quantidade e qualidade compatíveis com a duração e a finalidade da permanência no exterior. Ou seja, itens que caracterizem que a pessoa não comprou no Paraguai, apenas trouxe para poder viajar e cuidar da higiene e se vestir não fazem parte do que deve ser fiscalizado, desde que se caracterizem para este fim.

6. Qual o horário de funcionamento das lojas no Paraguai?

As lojas normalmente funcionam de segunda a sábado das 7:00 até as 16:00, horário do Brasil. Existem alguns shoppings que estendem um pouco mais o horário de fechamento. De domingo apenas algumas lojas abrem, normalmente apenas no período da manhã.

7. Estou em Foz do Iguaçu de carro. Posso comprar US$300 no Paraguai e depois comprar mais US$300 na Argentina em outro dia?

Não. A cota, por se tratar de viagem terrestre, fica em US$300 por pessoa para entrar no Brasil, e pode ser utilizado somente 1 vez a cada 30 dias.

8. No Duty Free Shop da Argentina podemos comprar mais de US$300 ou é igual aos do aeroporto (na volta da viagem) onde não deixam você comprar mais que US$500?

Não há limite, podes comprar o quanto quiser, o problema pode ser o retorno ao Brasil na Alfândega.

9. Posso parcelar minhas compras no cartão de crédito?

Infelizmente no exterior não há parcelamento. Lembre de habilitar para uso no exterior os cartões que fores usar. Alguns bancos solicitam que o cliente avise via Central de Atendimento ou mesmo diretamente o gerente que irá usá-lo no exterior. Isso pode evitar bloqueios dos cartões, muito comuns, como forma de proteção.

10. Dá para ir de ônibus de Foz do Iguaçu para o Paraguai e/ou Argentina?

Dá sim! Para Argentina o nome da linha é “Puerto Iguazu” e para o Paraguai é Cidad del Leste”. Para o Paraguai há ônibus no TTU (Terminal de Integração dos Ônibus)que levam até a ponte (fronteira) – nestes estão escritos “Ponte”. Para a Argentina o ônibus vai até a Aduana (fronteira), todo mundo tem que descer (para apresentar o documento), enquanto isso o ônibus fica esperando todo mundo passar para continuar a viagem. Clicando aqui você terá acesso a todos as linhas de ônibus de Foz do Iguaçu.

11. Quais lojas posso comprar sem medo no Paraguai?

Nós falamos de algumas lojas para compras no Paraguai neste post mas a Loumar Turismo fez uma seleção bem bacana de todos as lojas confiáveis :)

12. Existe aumento no preço para compras no cartão de crédito? Tanto no Paraguai quanto na Argentina?

Existe sim! A maioria das lojas cobram um acréscimo que varia de 4 a 10%

13. Comprando no Free Shop de Puerto Iguazu e pagando em Peso, tem desconto no total da nota? Vale a pena levar peso, existe mesmo esse desconto?

Isso não é verdade. O que acontece é que o câmbio praticado em Dutys Frees é a Taxa Turismo (dólar) – que é uma taxa melhor.

14. Qual moeda é melhor levar para compras no Paraguai e na Argentina?

A melhor moeda para compras no Paraguai é o Dolar. Já na Argentina é o Peso. Na argentina tem uma casa de câmbio próximo a Aduana que tem uma cotação super boa – uns 500 metros do Duty Free.

 

15. Qual a melhor forma para ir fazer compras no Paraguai e Argentina.

De carro não aconselho. Já fui algumas vezes mas não aconselho. Gosto muito do sistema Leva e Traz da Loumar Turismo – sempre pontual e super seguro. De táxi dá para ir também, mas só vale a pena se for em 3 ou 4 pessoas – na volta, acerte os valores antes da corrida e pegue taxistas credenciados! Lembre-se também que se utilizar táxi, e for combinado fazer com o taxímetro ligado, enquanto você estiver parado na fronteira, o valor da corrida vai aumentando.

16. Onde é melhor comprar dólares: no Brasil ou nas casas de cambio no Paraguai?

Melhor comprar o dólar nas casas de câmbio do Brasil – a Casa de Câmbio da Frontur no Cataratas JL Shopping, em Foz, tem uma boa cotação

17. No Free Shop aceitam Reais/débito/pesos/etc?

Sim. As formas de pagamento aceitas no Free Shop Argentina: Dólares (claro) e a moeda local, Pesos Argentinos. Aceitam também Reais, Euros, Pesos Uruguaios, Pesos Chilenos, Traveller Cheques, cartoes de dábito e de crédito (internacionais).

18. A cota para compras no duty free de puerto iguazu é independente da cota de compras no Paraguai e nas lojas de Puerto Iguazu? Ou seja, posso comprar $ 300,00 no Paraguai e Argentina e mais $ 500,00 no Duty Free?

Não. A cota é para entrada no Brasil, então se você comprar na Argentina e/ou depois no Paraguai a cota continuará US$300 dólares. A cota de US$500 é para compras do Duty Free dentro do aeroporto.

19.  Quais os limites de bebidas posso trazer?

A cota é limitada em 12 litros por pessoa.

 

Dúvidas?! Use a caixa de comentários :)

 

Categorias: América do Sul, Argentina, Brasil, Ciudad del Este, Compras, Dúvidas, Paraguai, Perguntas e Respostas, Rivera, Uruguai
27 Jan

Compras em Rivera | Uruguai

Rivera é uma cidade pequena localizada no norte do Uruguai fazendo fronteira com o Brasil – fica a 500 km de Porto Alegre. Rivera é muito conhecida pelas ótimas compras ou pelos preços baixos. Eu não conhecia, mas como fomos para Rosário do Sul, resolvemos dar um pulinho em Rivera para conhecer. As ruas, tanto de Rivera quanto de Sant’ana do Livramento (cidade brasileira que faz fronteira com Rivera), não são bonitas e  nem limpas.

Ao entrar nos Free Shops, parece que você está em outro lugar! As lojas, em sua maioria claras, organizadas e perfumadas não parecem pertencer aquele lugar.

 A cidade é super pequena e as lojas estão concentradas em duas ou três ruas. Não tem aquele tumulto do Paraguai mas há muitas pessoas correndo e fazendo compras aqui e ali. Há lojas de eletrônicos, roupas, bicicletas, perfumes, maquiagens, bebidas…

As maiores lojas ficam concentradas na rua Sarandi (a principal). A loja que mais gostei e que achei mais completa foi a Neutral. Lá você encontra marcas como Lacoste, Tommy, Givenchy, Dior, Biotherm, Lancôme, Mavala, Helena Rubinstein, Revlon, OPI, L’Oréal, ROC entre outras e outras ;)

Outra loja que me chamou atenção foi a Zebra Free Shop, onde você encontra Guerlain Terracotta, Stendhal, Payot, Clarins, Tigi, John Frieda, Sally Hansen e Wet n Wild.

Dica importante: Sempre que chegar a um free shop, pergunte quanto estão cotando o dólar, pois o valor varia de loja para loja.

 Achei os eletrônicos, maquiagens e afins com os preços bem parecidos com o do Brasil ou até mais caros. Mas outros produtos como roupas, calçados e bebidas estavam muito baratos! Vale a pena comprá-los em Rivera.

Lembrando que nos free shops você raramente encontrará lançamentos

 

Dicas importantes!

1) Você não poderá trazer do exterior como “bagagem” artigos destinados a revenda ou a uso industrial, automóveis e motocicletas.

2) A cota de isenção é destinada a bens considerados “bagagem acompanhada” como roupas e objetos de uso ou consumo pessoal, com limite de 300 dólares por pessoa, sendo a cota pessoal e intransferível.

3) Os itens considerados “bagagem acompanhada” e que excederem os limites de isenção deverão ser declarados na Declaração de Bagagem Acompanhada (DBA), fornecidas na Receita Federal. Esses, se incluídos no conceito de “bagagem”, o Regime de Tributação Especial para Bagagens é aplicado (pagamento do imposto de importação de 50% sobre o valor do bem).

4) A cota de isenção é concedida somente uma vez a cada trinta dias.

Para mais informações acesse o site da Receita Federal.

UPDATE: Para entrar na Argentina/Paraguai é necessário passaporte ou Carteira de identidade ou Carteira de Motorista!

Mais posts sobre compras no Paraguai, Uruguai e Argentina:

– Perguntas e respostas sobre Compras no Paraguai, Argentina e Uruguai

Compras no Paraguai

Compras no Paraguai II – Artigos de luxo na S.A.X

Compras em Rivera

Compras no Duty Free Shop de Puerto Iguazu | Argentina

Categorias: Compras, Rivera, Uruguai