Berlim: Como é visitar o Parlamento Alemão

01 de fevereiro de 2016   |   Alemanha, Berlim, Europa

Quem avista o Parlamento Alemão (Bundestag), em Berlim, não imagina os acontecimentos que estão por trás de sua história, e nem a importância que ele tem para os alemães. Uma forma bem interessante de descobrir é fazendo uma visita, que possibilita ao turista não apenas ficar por dentro de suas curiosidades, como também apresenta os principais pontos da capital alemã. É uma visita imperdível, principalmente para aqueles fascinados por história e cultura.

Parlamento

Parlamento

Construído em 1894, o Parlamento já chamou a atenção pela sua suntuosidade, e sempre foi palco de grandes acontecimentos na história da Alemanha. Foi nele a proclamação da República em 1918 e, em 1933, sob circunstâncias até hoje desconhecidas, e pouco tempo depois de Adolf Hitler ter subido ao poder como Chanceler, o prédio e sua cúpula sofreram um incêndio que acabou por destruir boa parte de sua estrutura. Esse incêndio misterioso significou a mudança de algumas leis e o início da perseguição nazista a seus opositores políticos.

Como era o Parlamento alemão antes de pegar fogo

Como era o Parlamento alemão antes de pegar fogo

 

Parlamento pegando fogo em 1933

Parlamento pegando fogo em 1933

 

Parlamento bombardeado. Seu estado após a Segunda Guerra Mundial

Parlamento bombardeado. Seu estado após a Segunda Guerra Mundial

 

Soldados russos colando a bandeira sobre o Parlamento, com a cidade em chamas ao fundo. Essa foto é bem conhecida e considerada um dos símbolos da Segunda Guerra Mundial

Soldados russos colando a bandeira sobre o Parlamento, com a cidade em chamas ao fundo. Essa foto é bem conhecida e considerada um dos símbolos da Segunda Guerra Mundial

 

O Parlamento manteve-se fechado durante todo o período nazista na Segunda Guerra Mundial, e foi reconstruído entre os anos de 1961 e 1971, de maneira mais simplificada, e sem a cúpula, que só veio a ser refeita posteriormente, após a reunificação alemã, em 3 de outubro de 1990. Nessa ocasião, o governo, que havia se mudado para a cidade de Bonn durante a Guerra Fria, mudou-se de volta para Berlim, o que acabou incentivando uma nova reforma no edifício do Parlamento nos anos de 1995 a 1999. Dessa vez, o renomado arquiteto Sir Norman Foster, projetou uma cúpula de vidro de 23,5 metros de altura sobre a sala do plenário, com a ideia de dar um ar de modernidade ao prédio. Hoje, tanto o Parlamento quanto sua bela cúpula compõem a paisagem da cidade e oferecem uma visita incrível para turistas do mundo inteiro, além de ser sede das principais decisões e trabalhos do governo alemão.

A bela cúpula de vidro no alto do Parlamento

A bela cúpula de vidro no alto do Parlamento

 

Parlamento após a reforma e como está atualmente

Parlamento após a reforma e como está atualmente

Ainda com relação à estrutura do prédio, há uma curiosidade no que diz respeito à escrita na sua fachada, “Dem Deutschen Volke”, que significa “Ao Povo Alemão”, em alemão. Essa inscrição foi feita por judeus que, por uma triste ironia, foram duramente perseguidos pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, e foram mortos no Holocausto.

Explicações da história da placa feita por judeus e que depois foram perseguidos pelo nazismo

Explicações da história da placa feita por judeus e que depois foram perseguidos pelo nazismo

 

A placa “Dem Deutschen Volke” no Parlamento

A placa “Dem Deutschen Volke” no Parlamento

Há 4 formas distintas e gratuitas de se fazer a visita ao Parlamento:

  • Uma mais simples, que inclui apenas a cúpula;
  • Uma visita guiada, em inglês, pelo interior do prédio, incluindo também a cúpula – é a melhor e mais completa opção;
  • Uma Palestra concedida por funcionários, em inglês.
  • Acompanhamento de debates no Plenário pelo visitante durante 1h. Não há tradução dos discursos que são feitos em alemão. (obs.: essa opção não está disponível na lista principal do site. A possibilidade é de estar desabilitada por questões de segurança).

As visitas acontecem em grupos, em horários previamente agendados pelo visitante. Quem se interessar, deve acessar o site, escolher o tipo de visita, o dia e horário desejados. Os horários, diga-se de passagem, incluem vários períodos do dia, também já demarcados pelo governo. O site pode ser acessado clicando aqui.


Seguro viagem europa 468x60

É importante chegar com antecedência, uma vez que os grupos dão entrada no prédio pontualmente no horário combinado. O início da visita se dá com o guia levando o grupo até uma sala, onde algumas considerações, curiosidades e esclarecimentos são dados aos presentes (as palestras são dadas em inglês). Logo, todos seguem pelos corredores, sendo o ponto alto, na minha opinião, o momento em que nos são apresentadas paredes com pichações de soldados russos, assim que tomaram o Parlamento ao invadir Berlim, em 1945. A tomada do Parlamento foi um símbolo de derrota da Alemanha nazista na Segunda grande guerra e, para celebrar e deixar suas marcas, os soldados escreveram seus nomes, colocaram datas e deixaram recados para suas famílias. Essas paredes foram preservadas e mantidas mesmo após as restaurações. É uma parte importante da triste história da guerra que se mantém viva em um dos mais importantes prédios da Alemanha. Um sinal de que a história não pode mesmo ser ignorada e esquecida. É bem interessante e indescritível observar essas paredes, o sentimento é de que se está um pouco mais próximo de tudo o que aconteceu por ali há tantos anos.

Parede com pichações de soldados russos, na época em que tomaram o Parlamento após a invasão a Berlim

Parede com pichações de soldados russos, na época em que tomaram o Parlamento após a invasão a Berlim

A visita inclui, ainda, passar pela porta do gabinete da atual chanceler alemã Angela Merkel. Os visitantes passam, também, por um corredor apertado, com inúmeras placas com nomes de políticos alemães que foram perseguidos na época da guerra. São centenas deles.

Placa na porta da sala de trabalho da Angela Merkel

Placa na porta da sala de trabalho da Angela Merkel

 

Corredor com placas com nomes de políticos alemães que foram perseguidos

Corredor com placas com nomes de políticos alemães que foram perseguidos

Uma parte também especial da visita é uma pequena palestra concedida no plenário, onde vemos, na TV, Angela Merkel trabalhando e proferindo seus discursos, com a grande águia, que é símbolo do país, ao fundo. É um salão realmente suntuoso, e é emocionante sentar em uma das cadeiras onde são discutidas e definidas as leis do país. Ao olhar para cima, vemos a grande cúpula de vidro do Parlamento, local da próxima parada do passeio.

Plenário alemão

Plenário alemão

Chegar à cúpula é o momento mais esperado pela maioria dos visitantes. Cada um ganha um guia digital, no idioma que escolher (tem a opção de português de Portugal), para acompanhá-lo na caminhada pela estrutura. Nesse momento, o funcionário que foi guia nas etapas anteriores já não está mais à frente dos visitantes, que podem andar para o lado que escolherem. Logo na base, se encontra uma estrutura grande e circular com várias fotos e histórias do Parlamento. Ao completar a volta nessa estrutura, já dá para se ter noção do que o Parlamento já presenciou desde sua construção. Há o detalhe de que passar pelas explicações com fotos não é, necessariamente, a primeira opção na cúpula a ser vista. As pessoas podem começar por onde quiserem. Eu preferi começar pela história do Parlamento.

Estrutura na base da cúpula com fotos e explicações sobre a história do Parlamento

Estrutura na base da cúpula com fotos e explicações sobre a história do Parlamento

 

Acompanhando as explicações sobre a história do Parlamento

Acompanhando as explicações sobre a história do Parlamento

 

Uma das fotos com explicações sobre a história do Parlamento

Uma das fotos com explicações sobre a história do Parlamento

Logo em seguida começa a subida pela cúpula, que foi feita de vidro para dar a ideia de transparência ao governo alemão, uma vez que, ao se olhar para baixo, dá para ver o plenário visitado anteriormente. O vidro foi escolhido, ainda, para um melhor aproveitamento da luz diurna, pois a parte central possui espelhos que se movimentam, fornecendo maior iluminação para o interior do prédio. É uma forma inteligente de se economizar energia. A cúpula também capta água da chuva para uso interno nas estruturas do prédio. É um projeto definitivamente moderno, inovador e ecológico.

 Início da subida pela rampa

Início da subida pela rampa

 

Estrutura complexa da cúpula

Estrutura complexa da cúpula

 

Rampas interativas da cúpula

Rampas interativas da cúpula

 

Pessoas subindo pelas rampas

Pessoas subindo pelas rampas

 

Vista do Plenário lá do alto da cúpula. Eis a ideia de transparência do trabalho do governo, sugerida pelo arquiteto Sir Norman Foster

Vista do Plenário lá do alto da cúpula. Eis a ideia de transparência do trabalho do governo, sugerida pelo arquiteto Sir Norman Foster

Subindo pela rampa, é interessante observar que não passa ninguém descendo. Isso porque a rampa para quem sobe é diferente da utilizada para descer do topo. Mais um detalhe curioso da estrutura da cúpula.

Ao ir subindo a rampa e olhando a vista, o guia digital, em alguns pontos, começa a falar, sugerindo ao visitante que olhe para determinado lugar e, então, inicia umas explicações sobre esse ponto que está em foco. Como a cúpula tem uma vista de 360 graus da cidade, o turista passa a conhecer várias curiosidades e locais de Berlim, com uma explicação individual e detalhada, no idioma escolhido. É incrível! Um exemplo é de quando se está passando na direção do consulado inglês, e o guia sugere parar, observar e esclarece que está se referindo ao consulado inglês, além de contar uma pequena história. É um percurso para se fazer com calma, devagar, tendo em mente que se está sendo apresentado à capital alemã e suas curiosidades. A descida já é sem a interação do guia digital.

Eu acompanhando as explicações do guia digital, que está na minha mão

Eu acompanhando as explicações do guia digital, que está na minha mão

 

Uma das vistas da rampa da cúpula. Mais à frente, um trem de alta velocidade alemão –ICE - percorre os trilhos

Uma das vistas da rampa da cúpula. Mais à frente, um trem de alta velocidade alemão –ICE – percorre os trilhos

 

No alto da cúpula

No alto da cúpula

De volta à base da cúpula, o visitante pode ir para o lado de fora, onde também é possível visitar. É a parte aberta do topo do Parlamento, portanto, se for época de inverno, o frio e os ventos podem ser cruéis, devido à altura do prédio. A dica é ir bem agasalhado, utilizando casacos bem fechados, cachecol, touca e luvas. Lembro-me de, na primeira vez que fiz a visita, no Outono ainda, nem conseguir ficar muito tempo lá fora. Parecia que meu rosto iria congelar.

Do lado de fora da cúpula. O vento é muito frio e forte, a dica é ir bem agasalhado

Do lado de fora da cúpula. O vento é muito frio e forte, a dica é ir bem agasalhado

 

Vista do alto do prédio do Parlamento, do lado de fora da cúpula

Vista do alto do prédio do Parlamento, do lado de fora da cúpula

Para ir embora, basta se dirigir novamente ao interior do prédio, devolver o guia digital, e seguir até o elevador para retornar ao térreo. Antes, é possível pegar folhetos com informações e curiosidades sobre o Parlamento, além da constituição alemã.

detalhe do crachá que deve ser utilizado durante a vista. É disponibilizado no local.

detalhe do crachá que deve ser utilizado durante a vista. É disponibilizado no local.

O Parlamento fica próximo ao Portão de Brandenburgo, um dos principais cartões postais de Berlim, e bem ao lado também do Tiergarten, famoso parque da cidade. A melhor opção para se chegar até lá é partir da Estação Central (Hauptbahnhof), que possui uma linha de metrô exclusiva que leva ao Parlamento – linha U55. Essa linha é temporária, pois está passando por obras para ampliação, mas é a que funciona atualmente. A saída do túnel do metrô já fica bem ao lado do prédio.

Placa da estação de metrô indicando a linha U55, que leva até o Parlamento

Placa da estação de metrô indicando a linha U55, que leva até o Parlamento

Visitar o Parlamento é programa obrigatório para quem está passeando pela capital alemã. É uma ótima forma de conhecer a história, alguns dos pontos turísticos de Berlim, mesmo que do alto, e de conhecer uma joia da política alemã que já presenciou tantos acontecimentos decisivos para a Alemanha ao longo de sua história. Vale mesmo a pena uma visita.

O Parlamento é ainda mais lindo ao vivo

O Parlamento alemão é ainda mais lindo ao vivo

Fotos: Tiago Morais

Mais sobre Berlim

Facilite sua viagem

Por
Roberta von Zastrow
Compartilhe este post
Deixe um Comentário
Deixe seu Comentário